A Psicomotricidade como método de intervenção para idosos

Rafaela Vilela de Oliveira, Bruno Bonfim Foresti, Paula Kariluce de Carvalho, Flávia Regina Ferreira Alves

Resumo


O envelhecimento populacional é uma realidade no Brasil, assim como em todo mundo. Um dos principais problemas associados ao envelhecimento humano é a redução da habilidade para controlar a postura e a marcha, podendo levar à ocorrência de quedas, diminuindo, assim, a capacidade funcional dos idosos. O objetivo desta pesquisa são as consequências de intervenções psicomotoras para melhores resultados em relação ao ganho de funcionalidade, amplitude de movimento, coordenação motora, propriocepção, tonicidade, equilíbrio e estruturação espaço-temporal. A metodologia utilizada foi através de revisão sistemática da literatura, realizada em bases de dados eletrônicas. Foram incluídos artigos que se adequassem ao tema proposto e os trabalhos científicos publicados entre os anos de 2000 a 2017. A busca eletrônica foi conduzida nas seguintes bases de dados: MEDLINE/PUBMED, LILACS, SCIELO, BIREME. Foram utilizados os descritores em idioma português e sua correspondência em inglês: Fisioterapia, Geriatria, Psicomotricidade, Equilibrio. A utilização de um protocolo de exercícios terapêuticos que incluam estímulos psicomotores a serem potencializados. Sendo assim, através deste estudo é possível identificar que há  melhora funcional por meio da estimulação psicomotora em idosos.

 

ABSTRACT

Population aging is a reality in Brazil, just like in the whole world. One of the main problems associated with human aging is the reduction of the ability to control posture and gait, which can lead to falls, thus reducing the functional capacity of the elderly. The objective of this research is the consequences of psychomotor interventions for better results in relation to the gain of functionality, range of motion, motor coordination, proprioception, tonicity, balance and spatio-temporal structuring. The methodology used was through a systematic review of the literature, carried out in electronic databases. We included articles that fit the proposed theme and the scientific papers published between the years 2000 and 2017. The electronic search was conducted in the following databases: MEDLINE / PUBMED, LILACS, SCIELO, BIREME. The descriptors in Portuguese and their correspondence in English were used: Physiotherapy, Geriatrics, Psychomotricity, Equilibrium. The use of a protocol of therapeutic exercises that include psychomotor stimuli to be potentialized. Thus, through this study it is possible to identify that there is functional improvement through psychomotor stimulation in the elderly.


Palavras-chave


Idosos, Intervenção Psicomotora, Reabilitação,Elderly, Psychomotor Intervention, Rehabilitation

Texto Completo:

PDF

Referências


AIKAWA, A. C., BRACCIALLI, L. M. P., & PADULA, R. S. (2012). Efeitos das alterações posturais e de equilíbrio estático nas quedas de idosos institucionalizados. Revista de Ciências Médicas-ISSN 2318-0897, 15(3).

BANZATTO, S., ALVES, C., RÊGO, A. G., DA SILVA, C. M., DE OLIVEIRA VIANA, M., FREITAS, P., ... & RODRIGUES MENEZES, J. N. (2015). Análise da efetividade da fisioterapia através da psicomotricidade em idosos institucionalizados. Revista Brasileira em Promoção da Saúde, 28(1).

COSTA, M., ROCHA, L., & OLIVEIRA, S. (2012). Educação em saúde: estratégia de promoção da qualidade de vida na terceira idade. Revista Lusófona de Educação, (22), 123-140.

DO NASCIMENTO EMF, CONTREIRA AR, BELTRAME TS. Desempenho motor de escolares com idade entre 11 e 14 anos de Florianópolis-SC. ConScientiae Saúde.2011;10(2).

FONSECA, V. Psicomotricidade: Filogênese, Ontogênese e Retrogênese 2 ed. Porto alegre: Artes médicas, 1998.

Fonseca V. Psicomotricidade: filogênese, ontogênese e retrogênese. Artmed Médica; 1998. p. 394.

JBABDI M, BOISSY P, HAMEL M. Assessing control of postural stability in community-living older adults using performance-based limits of stability. BMC Geriatr. 2008;8:8.

LEVY, D. Psicomotricidade e Gerontomotricidade na Saúde Púplica. In: Ferreira CAM. Psicomotricidade – Da Educação Infantil à Gerontologia. São Paulo: Editora Lovise; 2000.

MACIEL, A. C. C., & GUERRA, R. O. (2005). Prevalência e fatores associados ao déficit de equilíbrio em idosos. Rev Bras Ciênc Mov, 13(1), 37-44.

MEDINA-PAPST J, MARQUES I. Avaliação do desenvolvimento motor de crianças com dificuldades de aprendizagem. Rev Bras Cineantropom Desempenho Hum. 2010;12(1):36-42.

NASCIMENTO BN, DUARTE BV, ANTONINI DG, BORGES SM. Risco para quedas em idosos da comunidade: relação entre tendência referida e susceptibilidade para quedas com o uso do teste clínico de interação

sensorial e equilíbrio. Rev Soc Bras Clín Méd. 2009;7(2).

OVANDO LMK, COUTO TV. Atividades psicomotoras como intervenção no desempenho funcional de idosos hospitalizados. Mundo saúde (Impr). 2010;34(2):176-82.

PADOIN PG, GONÇALVES MP, COMARU T, SILVA AMV. Análise comparativa entre idosos praticantes de exercício físico e sedentários quanto ao risco de quedas. Mundo Saúde (Impr). 2010;34(2):158-64.

REZENDE, J. C. G.; GORLA, J. I.; ARAÚJO, P. F.; CARMIATO, R. A. Bateria psicomotora de Fonseca: uma análise com o portador de deficiência mental. Revista Digital - Buenos Aires - Año 9 - N° 62 - Julio de 2003

ROGERS, M. W., & MILLE, M. L. (2003). Lateral stability and falls in older people. Exercise and sport sciences reviews, 31(4), 182-187.

SANTOS, S. L., SOARES, M. J. G. O., RAVAGNI, E., COSTA, M. M. L., & FERNANDES, M. D. G. M. (2014). Desempenho da marcha de idosos praticantes de psicomotricidade/Walking performance of elderly practitioners of psychomotricity/Desempeño de la marcha de ancianos practicantes de la psicomotricidad. Revista Brasileira de Enfermagem, 67(4), 617.

VASCONCELOS, M. M. A Psicomotricidade como promotora da qualidade de vida na terceira idade. Revista Iberoamericana de Psicomotricidad y Técnicas Corporale. Numero 12, 2003.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.