RESPONSABILIDADE SOCIAL NUMA ORGANIZAÇÃO DE ECONOMIA SOCIAL: O CASO DO CENTRO SOCIAL DA QUINTA DO ANJO Social Responsibility in a Social Economy Organization: The Case of Social Center of Quinta do Anjo

Ana Lopes, Susana Leal

Resumo


Neste artigo realiza-se uma análise descritiva das práticas de Responsabilidade Social existentes no Centro Social da Quinta do Anjo, Instituição Particular de Solidariedade Social do Concelho de Palmela.

Este trabalho resulta de um trabalho de campo desenvolvido com o objetivo de introduzir o conceito de Responsabilidade Social na instituição, promovendo a reflexão acerca da sua importância, enquanto potenciador de comportamentos éticos favoráveis à imagem da instituição. Com este estudo visa-se, igualmente, compreender qual a perceção atual dos colaboradores, nomeadamente as chefias intermédias com formação técnica, em relação às práticas de responsabilidade social existentes na organização. Como instrumento de pesquisa utilizou-se um questionário que aborda cinco áreas que devem ser consideradas pelas organizações no desenvolvimento da Responsabilidade Social das Organizações.

 

ABSTRACT

In this paper was performed a descriptive analysis of the Social Responsibility practices of the private institution of social solidarity of the municipality of Palmela (Portugal), called Social Center of Quinta do Anjo.

This work is the result of fieldwork done with the objective of to introduce the concept of Social Responsibility into the institution, promoting the reflection about its importance, as an enhancer of the ethical behavior favorable to the image of the institution. The aim of this study is also to understand the current perception of employees, namely intermediate managers with technical training, in relation to existing practices in the organization. As research technique, it was used a questionnaire, which addresses five areas of Social Responsibility that should be considered by organizations that want to improve their performance in that area.


Palavras-chave


Centro Social da Quinta do Anjo, Ética, Instituição Particular de Solidariedade Social, Organização de Economia Social, Responsabilidade Social, Social Center of Quinta do Anjo, Ethics, Private Institution of Social Solidarity, Social Economy Organization

Texto Completo:

PDF

Referências


Barros, C. (1997). O setor não Lucrativo: Uma análise da literatura. In C Barros, & J. Santos, (eds.), As Instituições não lucrativas e a Ação Social em Portugal (pp13-28). Lisboa: Editora Volgata.

Carroll, A., (1979). A three-dimensional conceptual model of corporate performance. Academy of Management Review, 4(4), 497–505.

Catraio, L. (2012). A Responsabilidade Social Corporativa numa empresa Internacional: Estudo de Caso Autoneum Portugal, Lda (Dissertação de Mestrado em Ciências Empresariais - Gestão de PME, Escola de Ciências Empresarias, Setúbal).

Centro Social da Quinta do Anjo (1982). Estatutos do Centro Social Da Quinta Do Anjo. Documento interno.

Centro Social da Quinta do Anjo (2014a). Relatório de Gestão Centro Social Da Quinta Do Anjo. Documento interno

Centro Social da Quinta do Anjo (2014b). Relatório de Atividades Centro Social Da Quinta Do Anjo. Documento interno

Centro Social da Quinta do Anjo (2014c). Regulamento Interno Centro Social Da Quinta Do Anjo. Documento interno

Centro Social da Quinta do Anjo (2014d). Relatório Único Centro Social Da Quinta Do Anjo. Documento interno.

Comissão das Comunidades Europeias (2001). Livro Verde: Promover um Quadro Europeu para a Responsabilidade Social das Empresas. Bruxelas, disponível em http://www.europarl.europa.eu/meetdocs/committees/empl/20020416/doc05a_pt.pdf

Comissão Europeia (2011). Responsabilidade social das empresas: uma nova estratégia da UE para o período de 2011-2014. Comunicação da Comissão ao Parlamento Europeu, ao Conselho, ao Comité Económico e Social Europeu e ao Comité das Regiões, COM(2011) 681 final, Bruxelas, disponível em http://www.europarl.europa.eu/RegData/docs_autres_institutions/commission_europeenne/com/2011/0681/COM_COM(2011)0681_PT.pdf.

Costa, S., Frazão, M. & Neves, F. (2007). A dimensão ética da responsabilidade social nas organizações. Consultado em 22 de Outubro de 2015 em http://www.fbb.br/media/Publica%C3%A7%C3%B5es/Mai%C3%AAutica%202006-2007/maieutica_v1_n23_a4.pdf

Decreto-Lei 30/2013. Lei de Bases da Economia Social. Diário da República, 1.ª série — N.º 88 — 8 de Maio de 2013

Decreto-Lei n.º 172-A /2014. Estatutos das IPSS. Diário da república, 1.ª série — n.º 221 - 14 de Novembro de 2014

Dias, P., Leal, S. & Isidoro, A. (2015). Os determinantes da eficácia organizacional numa Organização de Economia Social: Estudo de caso. Revista da UIIPS, 3(1), p. 19-38.

Elo Social (2007). Referencial de Ética para as IPSS. Projeto Equal “Rumo à Qualidade”. Consultado a 30 de Outubro de 2015 em http://www.elosocial.org/wp-content/uploads/2015/07/RPQ_Etica.pdf

Estevão, J. (1997). Causas Micro e Macroeconómicas do Crescimento do Terceiro Sector. In C Barros, & J. Santos, (eds.), As Instituições não lucrativas e a Ação Social em Portugal (pp.31-58). Lisboa: Editora Volgata.

Freitas, E. & Prodanov, C. (2013). Metodologia do Trabalho Científico: Métodos e Técnicas da Pesquisa e do Trabalho Acadêmico (2ª Ed.). Novo Hamburgo, Rio Grande do Sul: Universidade Feevale.

GRACE (2014). Guia Responsabilidade Social nas Pequenas e Médias Empresas. Sair da Casca- Consultoria e Desenvolvimento Sustentável. Disponível em http://www.grace.pt/conteudos/00/04/00/00/GUIA-RS-NAS-PME_SITE_9985.pdf

Heleno, M. (2008). Avaliação do Impacto da Implementação da Responsabilidade Social através das Relações com os Stakeholders (Dissertação de Mestrado em Estratégia Empresarial, Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra). Consultado em https://eg.sib.uc.pt/bitstream/10316/11363/1/TESE_RSE_Junho_08.pdf

Leal, S. (2012). As perceções de responsabilidade social das empresas e o capital psicológico como antecedentes do empenhamento e do desempenho (Tese de Doutoramento em Gestão de Empresas, Universidade de Coimbra, Coimbra). Disponível em http://hdl.handle.net/10316/23332

Lima, E. & Muraro, P. (2003). Terceiro sector, qualidade ética e riqueza das organizações. Revista FAE, 79-88. Consultado a 23 de Outubro de 2015 em http://www.fae.edu/publicacoes/pdf/revista_da_fae/fae_v6_n1/07_piero.pdf

Santos, M., & Seabra, F. (2015). Gestão Socialmente Responsável. Repensar a Empresa. Teorias, Contextos e Práticas. Edição Sílabo. Lisboa.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.

Copyright Stainless Steel Teapot