A RELAÇÃO ENTRE A QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO E AS RECLAMAÇÕES TRABALHISTAS: UM ESTUDO DE CASO EM UMA EMPRESA AUTOMOTIVA

Mariah Cambraia Pereira de Oliveira, Marcelo Ribeiro Silva, Marcelo Ribeiro Silva, Sheldon William Silva, Sheldon William Silva, Gustavo de Souza Terra, Gustavo de Souza Terra, Arrison Nogueira Tavares, Arrison Nogueira Tavares, Arrison Nogueira Tavares, Arrison Nogueira Tavares

Resumo


RESUMO

O objetivo deste trabalho é investigar a relação existente entre a falta de qualidade de vida no trabalho (QVT) e as reclamações trabalhistas. A pesquisa visa esclarecer de que forma a falta de QVT influência nos pedidos de indenização trabalhista. Os principais resultados mostram que devido à falta de qualidade de vida no trabalho, a empresa não oferece uma boa condição de trabalho, sem suporte apropriado aos colaboradores, levando-os ao descontentamento e frustração, diminuindo a produtividade e motivação; tal situação percebe diretamente num impacto significativo nos índices de turnover e absenteísmo; que posteriormente é finalizado em ações trabalhistas. O trabalho justifica – se, já que se trata de estudo de caso sobre a qualidade de vida no trabalho que está diretamente relacionada ao grau de satisfação dos colaboradores em suas atividades. Neste estudo de caso, serão apresentados dados e quadros que visam orientar o leitor quanto às questões sobre qualidade de vida dos trabalhadores em uma empresa automotiva.

  

ABSTRACT

The objective of this study is to investigate the relationship between the lack of quality of work life (QWL) and labor claims. Therefore, we proposed the following specific objectives: Analyze, describe the reasons why there was considerable increase rate of turnover, the factors that influence the performance of the employee because of excessive overtime hours, the reasons of absenteeism escalate; investigate their causes and consequences. This paper aims to clarify how the lack of influence QWL requests to workers' compensation. Due to the lack of quality of work life, the company does not offer a good working condition, without proper support. Taking it to the discontent and frustration, decreasing productivity and motivation This situation directly realizes a significant impact in the turnover rate and absenteeism which later finalized in labor lawsuit. The work is justified - since it comes from a case study about the quality of work life that is directly related to the degree of satisfaction of employees in their activities. In this case study, it will be presented data and frameworks which aims to guide the reader related to the questions about the quality of life of workers in an automotive company.


Palavras-chave


Administração. Indicadores de RH. Qualidade de vida no trabalho. Direito trabalhista. Administration. RH Indicators. Quality of life at work. Labor law.

Texto Completo:

.pdf

Referências


Adicional de Periculosidade. Disponível em: Acesso em: 02 maio de 2013

Aquino, C. P. (1979) Administração de recursos humanos: uma introdução. São Paulo: Atlas, 1979.

Assis, M.T.de (2005) Indicadores de gestão de recursos humanos. Rio de Janeiro: Qualimark, 2005.

Auxilio doença requerimento previdenciário disponível em: Acesso 02 maio de 2013

Chiavenato, I. (1999) Gestão de Pessoas. Rio de Janeiro: Campus.

Chiavenato, I. (1983) Introdução à teoria geral da administração. 3. ed. São Paulo: McGraw-Hill do Brasil, 1983.

Cosmo P. M.J. (2013) Segurança no trabalho. Disponível em: Acesso 08 maio de 2013

Davis, K. e Newstrom, J. W. (1992) Comportamento humano no trabalho – Uma abordagem psicológica. São Paulo: Pioneira.

Insalubridade – Atividade e operações – NR15 Disponível em: Acesso em: 02 maio de 2013

Legislação NR15 Disponível em: Acesso 08 maio 2013

Lowe, G. S. The Quality of Work. Toronto: Oxford University Press, 2000.

Moraes, C. A. QVT: O caso da Universidade do sul de SC. Disponível em: . Acesso em: 21 de abril 2013.

NR15 – tabela atualizada. Disponível em: Acesso 08 maio de 2013

NR16 tabela atualizada disponível em: Acesso 08 maio 2013

Pirâmide de Maslow Disponível em: Acesso 10 dezembro de 2013

POMI, Rugenia Maria. (2002). Indicadores de desempenho em gestão do Capital Humano.

In G. Boog & M. Boog (Coord.). Manual de Gestão de Pessoas e Equipes: estratégias e tendências (Vol. I ). São Paulo: Gente.

POMI, Rugenia Maria. (2002) Indicadores de desempenho em gestão do capital humano. São Paulo: Gente.

Rodrigues, Marcus. V. C. (1994) Qualidade de vida no trabalho – Evolução e Análise no nível gerencial. Rio de Janeiro: Vozes.

Santos. M.S. Indicadores de performance organizacionais relativos a pessoas. Disponível em: Acesso em: 22 março de 2013

Weiss, D. (1991) Motivação e resultado – Como obter o melhor de sua equipe. São Paulo: Nobel.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.

Copyright Stainless Steel Teapot And Osmanthus Oolong Tea